Fique por dentro dos números do Brasil

IBPT cruzou os dados de carga tributária em relação ao PIB com o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 30 países.
A carga tributária é medida pelo que se paga de imposto versus o que o país produz (PIB), o IDH quanto maior melhor a qualidade de vida da população e o IRBES quanto maior, melhor é o retorno da população pelos impostos pagos.

Carga Tributária – dados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), de 2012.
IDH – criado pela ONU para avaliar a qualidade de vida, baseando-se em educação, riqueza, oportunidades, etc.
IRBES – criado pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação); cruzou os dados de PIB com IDH.

 

Resumo dos números…

Pos Países Carga Tributária IDH IRBES
1. Estados Unidos 24,3% 0,937 165,78
2. Austrália 26,5% 0,929 163,49
3. Coreia do Sul 26,8% 0,909 161,45
6. Japão 28,6% 0,912 159,63
7. Canadá 30,07% 0,911 157,85
9. Nova Zelândia 32,9% 0,919 155,28
13. Uruguai 26,3% 0,792 152,08
14. Alemanha 37,6% 0,920 149,96
17. Reino Unido 35,2% 0,875 148,90
24. Argentina 37,3% 0,811 141,04
30. Brasil 36,27% 0,730 135,34

Como era de se esperar o “demônio capitalista” possui a menor taxa de arrecadação de impostos, um dos melhores IDHs e o melhor retorno para a população. Mágica ou competência?
Eu sempre ouvi fazer que o Uruguai era  um dos melhores países latinos para se viver, e esses números reforçam essa idéia, com uma carga similar a dos USA e um retorno muito bom, mas o IDH podia ser melhor.
A coisa aqui está tão feia que estamos perdendo até da Argentina (melhor IDH e melhor retorno dos impostos), mas por lá se paga um pouco mais de impostos.
E o Brasilsão, em último no IDH  e retorno dos impostos. Eu já sabia que nossos impostos não são os mais caros do mundo, isso é conversa viada, o problema é que pelo que pagamos, deveríamos ter um retorno muito maior. Como um colunista da Veja fala “no Brasil nós temos impostos de 1º mundo e serviços de 5º mundo”.
Eu gosto muito de ver o IDH dos países, porque afinal é isso que vai “medir” a qualidade de vida, e o Brasil foi o único dessa lista (não vi o Chile) a ficar abaixo de 0,800 (mais para 0,700).
Destes países USA  e Canadá me atrai mais, mas eu esperava um IDH maior no Canadá.
Mas qualquer um desses com IDH maior que 0,900 já possui uma qualidade de vida excelente.
E você o que acha?

Tabela completa…

Pos Países Carga Tributária IDH IRBES
1. Estados Unidos 24,3% 0,937 165,78
2. Austrália 26,5% 0,929 163,49
3. Coreia do Sul 26,8% 0,909 161,45
4. Irlanda 28,3% 0,916 160,32
5. Suíça 28,2% 0,913 160,18
6. Japão 28,6% 0,912 159,63
7. Canadá 30,07% 0,911 157,85
8. Bélgica 30,7% 0,897 155,94
9. Nova Zelândia 32,9% 0,919 155,28
10. Israel 31,6% 0,900 155,16
11. Eslováquia 28,3% 0,840 153,86
12. Espanha 32,9% 0,885 152,39
13. Uruguai 26,3% 0,792 152,08
14. Alemanha 37,6% 0,920 149,96
15. Islândia 37,2% 0,906 149,23
16. Grécia 33,8% 0,860 149,23
17. Reino Unido 35,2% 0,875 148,90
18. República Tcheca 35,5% 0,873 148,38
19. Eslovênia 37,4% 0,840 147,81
20. Noruega 42,2% 0,955 147,65
21. Luxemburgo 37,8% 0,875 145,91
22. Áustria 43,2% 0,895 141,40
23. Suécia 44,3% 0,916 141,15
24. Argentina 37,3% 0,811 141,04
25. Hungria 38,9% 0,831 140,90
26. Finlândia 44,1% 0,892 140,11
27. Itália 44,4% 0,881 138,83
28. Dinamarca 48% 0,901 136,39
29. França 45,3% 0,893 138,81
30. Brasil 36,27% 0,730 135,34

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *